Será rodado no Piauí o documentário “Que Fim Levou Ludovico Chovenágua?”. Dirigido por Stela Grisotti o filme investigará a vida pessoal e a teoria mítica desse austríaco que chegou ao Piauí nos anos de 1920 e desapareceu sem deixar vestígios.

Ludwig Schwennhagen era membro da Sociedade de Geografia Comnercial de Viena e pesquisador de história e filologia. Tido como um alemão tranquilo, de grande porte, um cara afável que bebia cachaça com seus pares nas horas vagas, o professor Ludwig dava aulas de alemão no Liceu Piauiense. Rapidamente, seu nome germânico foi traduzido para o “piauiês”, passando a ser chamado de Ludovico Chovenágua.

Em paralelo a sua atividade acadêmica, Ludovico se embrenhou pelos sertões do Piauí em busca de subsídios para a formulação de uma tese surpreendente de que nagevadores fenícios estiveram por vários pontos do Brasil a partir de 1100 A.C. E que foram estes os primeiros habitantes do Piauí.

Em algum momento após a publicação de seu tratado, Ludovico desaparece misteriosamente. Não se sabe se ele se perdeu nas selvas da região Norte ou se sofreu algum acidente ou se morreu de fome em algum lugar ermo. Sua família veio da Europa para tentar encontrá-lo. Sem sucesso. Assim como sua chegada, seu desaparecimento não foi explicado até hoje.

O filme propõe uma viagem até o passado de Ludwig na Alemanha, onde traços de uma personalidade sombria e anti-semita o colocaram em rota de colisão com a comunidade judaica de Berlim.

No Piauí desde a última terça-feira, Denise Martins que integra a produção comenta que entre os objetivos do documentário está expor mais do Piauí.  “Além das histórias cativantes, a gente vai mostrar o Piauí para o mundo. Um Piauí que é desconhecido. Aqui a gente tem muito material, muitas histórias interessantes e a gente está dando essa roupagem e buscando através do áudiovisual mostrar esse novo Piauí. Essas histórias interessantes e personagens que a gente quer que as pessoas conheçam”, pontua.

Dos dois lados do Atlântico evidências foram levantadas para comprovar a tese sobre os fenícios no Brasil. No Piauí, em especial no Delta do Parnaíba e nas espetaculares paisagens do Parque das Sete Cidades, encontraremos as gravuras, inscrições, caracteres e utensílios que, segundo Ludovico, pertenceram aos fenícios que aqui estiveram.

Por meio de reencenações, entrevistas e investigações no Brasil e na Alemanha, o longa terá duas linhas narrativas que se entrelaçam a partir dos temas da identidade e origem, enquanto explora a teoria de Ludovico e as frágeis evidências encontradas por ele em solo brasileiro.

Stela Grisotti

Jornalista e documentarista, Stela atua há mais de 20 anos no mercado audiovisual como diretora, roteirista e pesquisadora de séries e documentários para a televisão, cinema e internet.

Assinou roteiros para episódios da série A Vaga, para a HBO; para a série A Verdade de Cada Um, para a NatGeo, e do documentárioA Lista. Na internet, Stela escreveu os roteiros da série Estação Saúde, para o site do Dr. Dráuzio Varela.

Como pesquisadora, Stela chefiou projetos para o canal Futura (Tempos de Escola), ESPN (no documentário De Olaria à Helsinque – A História de um Salto), A&E (na série Até que a Morte nos Separe), GNT (na série 3x Leila), Discovery (na série Destino Lua de Mel), TV Brasil (no documentário O Dia que Durou 21 Anos), SescTV (no documentário Vida em 3 Tempos), bem como para a Arte France (no documentário Bikini Revolution).

Fonte: cidadeverde.com/Rayldo Pereira

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here