Nesta quina-feira (13) de setembro, aconteceu no Fórum da Comarca de Valença do Piauí, o julgamento da dona de casa Noêmia Maria da Silva Barros, acusada de participar na morte da ex-primeira dama de Lagoa do Sítio/PI, Gercineide Monteiro, com um tiro no ouvido esquerdo em quanto dormia em sua casa, fato ocorrido em 10 de fevereiro de 2015.

O tribunal do Júri popular foi formado por cinco mulheres e dois homens e presidido pelo Juiz Titular da Vara Única da Comarca de Valença do Piauí Dr. Juscelino Norberto da Silva neto, que contou com o representante do Ministério Público Dr. Luiz Antônio e os advogados de defesa Dr. Dimas Batista, Dr. Joaquim de Moraes Rego Neto e as assistentes técnicas, ainda a segurança da polícia militar.

Vale lembrar que antes de ser sorteado os jurados, o Ministério Público e o Juiz presidente do tribunal do Júri, rejeitaram a participação do advogado assistente de acusação, que tinha sido indicado por familiares do ex-prefeito Zé Simão, que foi apontado no processo como autor do disparo contra a vítima.

O Tribunal do Júri por unanimidade inocentou Noêmia Maria da Silva Barros e o Juiz acatou a decisão. O ex-prefeito Zé Simão já havia sido inocentado também pelo Tribunal do Júri no mês (06/2018) na Comarca de Oeiras/PI, só que o Ministério Público recorreu da decisão, sob alegação da sentença ter sido contrario as provas técnicas existentes nos autos.

Vejam as  fotos

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here