Campeã olímpica em Londres 2012, a brasileira Sarah Menezes voltou ao pódio internacional depois de nove meses. Nesta sexta-feira, a judoca ficou com o bronze no peso-ligeiro, até 48kg, no Grand Prix de Tbilisi. Ela também viu outro conterrâneo conquistar medalha na Geórgia: Daniel Cargnin ficou com a prata após ser derrotado pelo dono da casa, Vazha Margvelashvili, na final.

          Sarah Menezes voltou ao pódio após nove meses (Foto: Divulgação/CBJ),

Depois de avançar como bye para as semifinais do grupo A, Sarah dominou a russa Daria Pichkaleva, mas foi derrotada em seguida pela sérvia Milica Nikolic. Na repescagem, a brasileira conseguiu um wazari e sofreu duas punições em cima da holandesa Amger Gersjes, para avançar.

Na luta pelo bronze, o duelo foi contra a britânica Kimberley Renicks, vencedora do Grupo C. Com uma punição de cada lado, Sarah sofreu um wazari, mas revidou com ippon para levar a melhor e conquistar a medalha. “Eu estou muito feliz. A medalha de bronze é de extrema importância porque estou voltando à categoria ligeiro. Foi maravilhoso”, destacou a atleta.

Daniel Cargnin, por sua vez, estreou na disputa de até 66kg contra Michel Adam. O alemão sofreu uma punição e viu o brasileiro garantir um ippon para seguir na competição. A semifinal do grupo D foi mais tranquila para o atual campeão mundial júnior que, a um minuto do fim do confronto, conseguiu um wazari em cima do francês Kevin Azema. O desafio seguinte, contra o uzbeque Shakhram Akhadov, foi para o golden score e o brasileiro levou a melhor.

Para chegar à última luta, Daniel ainda enfrentou o iraniano Alireza Khojasteh, vencedor do Grupo C. Com uma punição de cada lado, o golden score, outra vez, foi forçado e Cargnin foi superior. Buscando a medalha de ouro contra Margvelashvili, o atleta de Porto Alegre viu o wazari do rival ser desvalidado por ter sido atacado com as duas mãos ao mesmo tempo, adiando a decisão para o golden score. Na etapa, entretanto, o brasileiro atacou em falso, foi punido e ficou com a prata.

Kamila Silva (57kg), Tamires Crude (57kg), Ítalo Carvalho (60kg) e Michael Marcelino (66kg) também representaram o Brasil na competição, nesta sexta, mas não chegaram a lutar pelo pódio.

Atual campeão mundial júnior, Daniel Cargnin ficou com a prata na Geórgia (Foto: Gabriela Sabau/IJF)A brasileira estava há nove meses longe dos pódios internacionais (Foto: Gabriela Sabau/IJF)Daniel fez quatro lutas até a final e perdeu apenas para Vazha Margvelashvili (Foto: Gabriela Sabau/IJF)

Fonte: Oito Meio

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here