Elas causam pânico e uma coceira irritante. Daí, a primeira reação dos serumaninhos é: jogar álcool. Concordo que as aranhas caranguejeiras causam medo, mas por favor, não as matem!

Francisco Soares, professor e biólogo com Mestrado e Doutorado em Botânica, explica que o aparecimento das caranguejeiras está associado ao período chuvoso. Quando começa a chover, a água invade e alaga a toca das aranhas, por isso que é comum vê-las “passeando” pela casa.

“Quando chove, geralmente, a toca alaga e elas saem em busca de calor, por isso ficam mais expostas”, explica Soares.

Apesar de todo o temor, as caranguejeiras não são venenosas, não mordem. Apenas soltam pelos que, geralmente, causam uma reação alérgica que passa após algum tempo.

“Como qualquer aranha, as caranguejeiras fazem digestão extracorpórea e liberam enzimas que são ácidas e provocam queimaduras, ou seja, elas vomitam o conteúdo estomacal sobre a presa e depois sugam a “sopinha” pré-digerida”, acrescenta o professor.

(Foto: Joilson Pimentel)

Ele explica que, além de ser uma crueldade, jogar álcool e atear fogo nas aranhas representa um risco de incêndio.

“Quem tem medo de aranha, o recomendável é tentar afugentá-la com uma vassoura. Tocar fogo nela é perigoso para a pessoa que está fazendo isso, pois vai manusear álcool que é inflamável e pode causar queimaduras graves. Fora isso, ao tocar fogo, a aranha vai sair correndo e dependendo da casa e pra onde ela for correr, pode provocar um acidente enorme. Apesar da aparência, as caranguejeiras inofensivas”, explica Francisco Soares.  

(Foto: Vitor Hugo Travi/ Reprodução: ecoparquesperry)

Graciane Sousa
Fonte:Cidadeverde.com

 

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here