Desde que Gleici deixou o “BBB 18”, há oito dias, ela e o ex-brother Wagner ainda não se desgrudaram. Os dois resolveram tornar real o casal #Gleigner e assumiram o namoro iniciado no reality show. “Optamos por firmar essa relação. Estou apaixonado demais. Tanto, que eu fui para o Acre com ela”, revela o bonitão, que atualmente está hospedado com a campeã em hotel no Rio e pretende levar o romance na ponte área, já que ele vive em Curitiba, e Gleici vai voltar para Rio Branco

casal tem uma grande torcida aqui fora, mas há também quem duvide do amor do artista visual pela estudante de Psicologia e diga que ele só está com ela por interesse.

Gleici e Wagner assumem namoro

“Isso é um recalque tremendo. Nosso sentimento é real, verdadeiro e só vem crescendo”, rebate ele, lembrando que se aproximou de Gleici já no primeiro dia de confinamento. “Quando ninguém acreditava nela, quando todos negavam voz a ela, lá no início do programa, inclusive vários participantes falaram coisas muito inadequadas sobre ela, eu estava lá com ela. Como eu ia saber, naquela época, que ela ia ganhar o programa e estaria por ela com interesse?”, questiona.

O ex-BBB acredita que a afinidade do casal vai fazer com que o romance dê certo. “Ela é do Acre, o berço da minha religião, o que me fez encantar por ela logo de cara. Já conheci a família e amigos dela. A gente tem várias coisas em comum, em questão à nossa origem, posicionamento político e causas que defendemos. Além, claro, do carinho, cuidado um com outro e da questão da pele”, enumera.

Pai de duas crianças, ele faz uma revelação que vai deixar os fãs do casal enlouquecidos: “Sou um cara totalmente família, que gosta de cozinhar e receber os amigos em casa. Tenho um sonho de estabelecer uma família, quero muito isso”, diz.

No campo profissional, Wagner também não tem do que reclamar. Eliminado há 24 dias do programa, ele tem aproveitado as mordomias e regalias de um ex-BBB, como convites Vips, parcerias com marcas e presentinhos, e quer aproveitar a visibilidade para ter um programa sobre viagens pelo Brasil. “Seria um turismo de baixo custo, estilo mochilão, resgatando a cultura tradicional”, adianta.

Fonte:Extra

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here