Bom dia! Parece que o Brasil acordou sem precisar alguém cutucar! Sem rotulo partidário, sem cor, sem outros apetrechos rotulado de socialismo. Foi um acordar por categoria operaria. Lembrei da Revolução Russa de 1917, quando o proletariado rural, foi a luta, enquanto se esperava, um movimento desta natureza, proveniente dos operários urbanos da Alemanha ou mesmo da Inglaterra, mas foi da Rússia, no momento com menos referencia em termos de conhecimento letrado.

Caso estivesse ocorrido no ano passado, apontaria como uma comemoração ao centenário, mas como todo movimento, não eclode sem planejamento, o que estar ocorrendo no Brasil, pode ser uma comemoração tardia, mas benéfica para mostrar que o homem é sim o protagonista da sua própria História, mas a Rússia, neste momento está em voga, tudo converge, para o grande espetáculo, da grande invenção inglesa que leva o povo cantar, gritar, se emocionar e num gesto subjetivo ecoar goooollllll!

 Avante Brasil! E como diz Nélida Pinnõn, da Academia Brasileira de Letras, ainda no inicio da década de 1990 “….já é tempo do brasileiro tomar vergonha na cara e pensar por si próprio! Pára dos outros pensarem por nós….” será se estamos amadurecendo e/ou sendo ainda um protótipo, do pensamento da grande escritora? Viva o Brasil! Viva o povo brasileiro! Vamos à luta! Mas precisamos de Moisés? Sim! de muito outro Moisés, porque o “mar vermelho” atual é multicolorido” e mais sólido, mas não é impossível, basta cada um fazer sua parte!

Texto: Professor Antônio Jose

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here