Hoje em dia, as pessoas estão frequentando bastante os Stúdios de Pilates por diversos motivos podendo ser eles para o condicionamento físico, alívio de dores, principalmente na coluna e no joelho, melhora de vida ou para reabilitação como é o caso do Pilates para escoliose.

Na esfera da saúde, o Método Pilates tem sido utilizado para o desenvolvimento de capacidades físicas condicionantes, fins terapêuticos, alinhamento postural, bem-estar e disciplina mental.

Considerando que o Método prioriza a ativação dos músculos posturais, há evidências científicas entre os profissionais que a sua prática sistemática pode promover ajustes positivos no alinhamento postural. O alinhamento postural remete a um estado de equilíbrio articular, sendo determinado pela relação entre os segmentos do corpo e a força necessária para estabilizar articulações e favorecer movimentos simétricos.

A Escoliose refere-se a um desvio tridimensional da coluna espinhal. O principal critério diagnóstico é uma curvatura da coluna vertebral que excede 10 graus em uma radiografia da coluna em anter posterior, portanto, é definido como desvio lateral do plano frontal do corpo, associado ou não à rotação dos corpos vertebrais. A escoliose pode causar, além de problemas emocionais relacionados à estética prejudicada, dor e até problemas relacionados à mecânica pulmonar.

Se a coluna é curvada e torcida na região torácica, as costelas são puxadas para fora da posição causando uma protuberância na parte superior das costas. Já a curvatura na coluna vertebral lombar faz com que haja uma protuberância na parte inferior das costas.

A alta incidência de desvios posturais na infância,estimada em 20%, além de preocupante, é um problema de saúde pública. Na infância, iniciam-se-os sinais da escoliose, que podem evoluir durante o crescimento. E esse problema pode se instalar definitivamente se não for tratado.

Com  base na Lei nº 10.759/98 que determina que o peso de mochilas, pastas e similares, mencionam que estes materiais não devem ultrapassar 5% do peso de crianças da pré-escola e 10% do peso do aluno do Ensino Fundamental,percentual indicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e analisaram a incidênciade escoliose com excesso de carga nas mochila sem crianças de 6 a 10 anos.

O peso excessivo e o transporte inadequado do material escolar, as más condiçõesergonômicas de mobiliários inadequado e posturas incorretas durante as aulas e fora da escola podem contribuir para a evolução da escoliose nos escolares.

A Escoliose apresenta alguns sinais físicos que podem te ajudar a diagnosticar esse problema como ombros desalinhados, cintura desigual e pernas com tamanhos diferentes.

Você deve ficar atento com qualquer desalinhamento que notar em seu corpo, pois qualquer um deles pode ser um indício da patologia.

Atentar-se à dores na coluna também ajuda com o diagnóstico. Dores diárias ou até mesmo durante a realização de algum tipo de movimento pode ser um aviso da Escoliose.

É importante lembrar que quanto mais cedo o problema for diagnosticado, mais eficiente será o tratamento, por isso é importante que você esteja sempre atento aos sinais que o seu corpo te dá.

Tipos de ESCOLIOSE

A Escoliose pode ser localizada em várias partes diferentes da coluna vertebral, além disso ela pode ser caracterizada por dois tipos diferentes sendo eles: Estrutural e Funcional.

Escoliose Estrutural: é acompanhada pela rotação dos nossos pontos vertebrais. Quando a pessoa sofre desse tipo de patologia, ela não possui uma mobilidade normal.Na maioria dos casos, esta patologia forma curvas em C ou S na coluna.

Escoliose Funcional: o desvio da coluna não acompanha a rotação dos pontos vertebrais e a coluna é flexível ao realizar os movimentos de flexão e inclinação.Este tipo de Escoliose ocorre devido a fatores enfrentamos diariamente como a utilização de uma mochila pesada, longo tempo de postura inadequada, assistir televisão durante um longo período de tempo, dormir pouco, sobrepeso e fatores psicológicos.

Além disso, a escoliose possui graus diferentes que são tratados conforme a intensidade da curvatura sendo:

10º: considerada normal e não é necessário tratamento;

20º: escoliose leve onde o tratamento é conservador;

20 e 40º: escoliose moderada onde o tratamento é conservador e/ou com uso de colete;

40 a 50º: escoliose grave onde o tratamento é realizado apenas com cirurgia.

Em todos esses casos, é importante tomar cuidado e avaliar-se constantemente para que esta patologia não venha a piorar. Por isso, uma boa forma de ajudar neste tratamento é praticando Pilates para escoliose, ajudando então na melhora gradativa desta patologia.

Estudos demonstram que o método Pilates promove a estabilização lombo-pélvica e abdominal, além da flexibilidade. O treinamento da estabilização central, ou do core, que representa a base do método,consiste no recrutamento dos músculos multifídiose transverso do abdômen em atividades funcionais, pois a contração desses músculos aumenta a rigidez do tronco e a pressão intra-abdominal, com carga mínima para a coluna lombar.

 Alguns artigos na literatura sugerem que os músculos multifídiosapresentam maior ativação muscular com os exercíciosdo método Pilates, do que quando comparados comoutros métodos.

O grau de fortalecimento proporcionado pelo Pilatescontribui para um melhor alinhamento postural, devidoa uma melhor relação entre músculos agonistas eantagonistas, relacionados ao equilíbrio postural earticular, otimizando os quadros de escoliose.

Fonte: –Effects of Pilates Method on women’s static body posture: a systematic review.Fisioterapia e Pesquisa. 2016;23(3):329-35. Prevalence of scoliosis in public elementary school students.Revista Paulista de Pediatria. 2017;35(2):191-198.Características anatomorradiológicas na escolioseidiopática do adolescente com indicação cirúrgica. Revista  Brasileira de  Ortopedia . 2 0 1 7;5 2(3):344–348.

 

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

1 COMENTÁRIO

  1. Eu amei essa idéia,. Tenho que problema na.coluna, sinto muito desconforto, principalmente ao acordar.moro air em Valença, no momento tô viajando. Mas quando chegar ai vou procurar saber melhor…Bom dia..

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here