Pilates La posture – JULIANE SENE

Studio de PILATES La POSTURE – Fisioterapeuta

Juliana Sene 

Matéria Informativa:

Studio de Pilates La Posture – Fisioterapeuta JULIANA SENE

 PILATES NAS PATOLOGIAS DO QUADRIL

 

     O quadril, ou articulação fêmoro-acetabular, é uma articulação relativamente estável em virtude de sua arquitetura óssea, com ligamentos fortes e músculos grandes, com grande capacidade de sustentação. Atua na descarga de peso e na locomoção, que é significativamente favorecida por sua extensa amplitude de movimento para caminhar, correr, saltar, nadar, dançar e realizar muitas outras alterações direcionais.

            É composto pelos ossos do fêmur e da pelve. Seu formato de bola e soquete (esferóidea), suportado por uma cápsula articular forte que é reforçada pelos ligamentos iliofemoral, pubofemoral e isquiofemoral, permite seu funcionando em três planos de movimento.

            As duas articulações do quadril, direita e esquerda, estão ligadas uma à outra pelo osso pélvico e com a coluna vertebral pelas articulações sacroilíaca e lombossacral.

Uma estrutura anormal ou função comprometida no quadril – como uma diferença no comprimento das pernas, diminuição da flexibilidade ou desequilíbrios musculares – pode contribuir para sobrecarregar a coluna ou outras articulações dos membros inferiores.

Biomecânica das Patologias no Quadril

            A redução na flexibilidade das estruturas ao redor da articulação do quadril faz com que as forças de apoio de peso e movimento sejam transmitidas para a coluna ao invés de serem absorvidas na pelve.

            Músculos extensores de quadril encurtados causam aumento da flexão lombar  quando o quadril flexiona. Flexores de quadril encurtados causam da extensão lombar  quando o quadril se estende. As contraturas em flexãode quadril com extensão  incompleta durante o apoio de peso também aumentam a carga sobre o joelho, porque ele não pode travar quando o quadril está em flexão a menos que o tronco seja inclinado para a frente.

            Durante o apoio de peso, músculos adutores encurtados causam inclinação pélvica lateral no lado oposto ao encurtamento e inclinação lateral do tronco em direção ao lado do encurtamento. O oposto ocorre com os músculos abdutores encurtados.(F Bertolla e cols 2014).

Desequilíbrios nos músculos do quadril e seus efeitos

            Assimetrias funcionais e estruturais dos membros inferiores afetam a postura da pelve. Os músculos tem um padrão de contração  em função do hábito. Uma mecânica defeituosa decorrente de comprimento inadequado ou excessivo e um desequilíbrio de forças causam dor no quadril, joelho ou coluna.

            As lesões por esforço repetitivo, sobrecargas nos tecidos moles e dor articular se desenvolvem em respostas a sobrecargas anormais continuadas. Os desequilíbrios musculares  relacionados decorrentes de comprometimentos posturais mais comuns são:

– Inclinação Pélvica Anterior

– Postura desleixada

– Postura de Retificação Lombar

PILATES COMO TRATAMENTO NAS PATOLOGIAS DO QUADRIL

            Em uma geração sedentária, alterações posturais devido trabalho excessivo desordenado e grande carga de estresse, o método Pilates vem ganhando espaço por trazer diversos benefícios a saúde.

            Os exercícios do método Pilates melhora a flexibilidade geral do corpo, o alinhamento postural e a coordenação motora, aumento da força muscular que tem uma relação direta com o processo de reeducação postural, melhora do controle motor e do recrutamento muscular, aumento da consciência corporal, preservação do tônus muscular (CR Sinzato e cols 2016).

            O pilates tem como princípios científicos a concentração, precisão, fluidez, centralização da força e a respiração fazem do Método Pilates um dos mais completos e importantes artifícios para o alcance da qualidade de vida que todos nós buscamos.

            Na busca pelo equilíbrio das forças do corpo, o método se destaca por dar foco ao fortalecimento do centro do corpo, a musculatura abdominal, lombar, dos quadris e glúteos.

            O Método Pilates é uma ótima forma de prevenir e reabilitar essas patologias do quadril, isso pois seus movimentos são realizados através de uma técnica que auxilia para a movimentação de todo o corpo.

            O fisioterapeuta que trabalha com o Método, auxilia seu aluno de forma prática, reabilitando o mesmo através de movimentos específicos para essa região.

Fonte:-  C R Schwartsmann, F Lossa, LF Spinellia, R Furiana, MF Silvab, JM Zanattac, LC Boschinc, RZ Gonçalves e AK Yépez. Associacão entre bursite trocantérica, osteoartrose e artroplastia total do quadril. Revista Brasileira de  Ortopedia . 2 0 1 6 ;4 9(3):267–27

– AA. Ellsworth, MP Zoland, TF Tyler. Athletic Pubalgia and Associated Rehabilitation. The International Journal of Sports Physical Therapy ,Volume 9, Number 6

Fonte: Juliana Sene

Studio de PILATES La POSTURE – Fisioterapeuta

Juliana Sene 

Studio de PILATES La POSTURE realizou um pequeno evento no qual parabeniza todas as Mães/alunas/pacientes com uma singela homenagem.

Proporcionando  um lanche saudável e um pequeno gesto de carinho e amor com uma lembrancinha de  presente. É sempre muito importante poder  presentear carinho e atenção para todas as Mães, pois elas são muito especiais.

Feliz dia das Mães! Beijos e abraços, Juliana Sene.

 PILATES – O MAIOR ALIADO CONTRA A DOR NA COLUNA

Hoje, a dor na coluna é um dos principais motivos que levam as pessoas a procurarem atendimento médico. As dores lombares são a maior causa de absenteísmo (falta no trabalho) dos brasileiros.   Existem diversos fatores e doenças que podem desencadear esse quadro: traumatismos, osteoporose, tumores, artrose, obesidade, doenças infecciosas, gravidez, malformações congênitas, hérnias discais e doenças psicogênicas (de ordem emocional). Entretanto, a má postura e o estresse da vida moderna estão entre as principais causas da popular dor nas costas, a segunda doença crônica mais comum entre os brasileiros.

Muitos dos problemas lombares são provocados por fraqueza dos músculos abdominais, que não conseguem sustentar adequadamente as costas, sobrecarregando a coluna e os músculos dorsais.

A coluna é uma estrutura que precisa estar fortalecida para sustentar o esqueleto e, ao mesmo tempo, flexível para permitir uma grande quantidade de movimentos. Nisso os músculos exercem um papel importante, pois sustentam os ossos, principalmente junto das vértebras. Para fortalecer os músculos abdominais e da coluna, melhorando a postura e aliviar a pressão nas costas é preciso substituir padrões repetitivos e nocivos na postura e nos movimentos por outros mais seguros para o organismo. Isso demanda tempo e esforço, pois envolve o desenvolvimento da autoconsciência do corpo.

O método Pilates é a resposta, visto que foi criado para melhorar todos os aspectos da consciência corporal, ajudando a obter precisão no controle dos músculos, na coordenação e na fluidez dos movimentos. Uma pessoa acometida pela dor na coluna fica extremamente debilitada e frágil, muitas vezes impossibilitada de realizar suas atividades diárias porque a dor acaba causando uma alteração postural que pode ocasionar futuramente mais dor ainda, em um ciclo vicioso que quase sempre leva a dor crônica.

Pilates quebra esse ciclo, fazendo com que a pessoa corrija a sua postura, fortaleça e alongue a musculatura de seu corpo de maneira global, resultando em melhor qualidade de vida. Com o método Pilates, o praticante aprende a conhecer e a dominar o seu corpo, a se corrigir quando percebe uma postura errada e a se posicionar corretamente para executar qualquer tipo de exercício ou atividade diária. A maioria dos alunos e pacientes encaminhados por médicos ortopedistas para a prática de Pilates, seja para prevenção ou para a reabilitação no pós-operatório, apresentam resultados surpreendentes, com redução das dores, melhora do seu desempenho físico e de sua qualidade de vida.

O trabalho desenvolvido durante a prática do método é totalmente personalizado e proporciona um melhor condicionamento físico a pessoas de todas as idades. As sessões de Pilates são realizadas no solo ou em equipamentos apropriados, trabalhando todo o corpo. Os exercícios são feitos de forma individualizada, conforme as limitações de cada praticante. Cada movimento exige respiração e postura adequadas, tendo como foco principal a contração total do abdome, da musculatura glútea e da região lombar, a chamada ‘casa de força’ ou powerhouse.

TERCEIRA IDADE ATIVA:

OS BENEFÍCIOS DO PILATES

Envelhecer com saúde e de forma ativa, esse tem sido o conceito de vida das pessoas. Também é preciso considerar o crescente número do público já na terceira idade buscando mais bem-estar. Diversos estudos apontam os benefícios da inclusão de atividades físicas de resistência muscular e aeróbicas na rotina dos idosos. Dentre as diversas possibilidades da atividade física, o método Pilates se tornou uma modalidade popular nos últimos anos, por meio de um sistema de exercícios que possibilita trabalhar o corpo todo, corrige a postura, realinha a musculatura e desenvolve a estabilidade corporal necessária para uma vida mais saudável.

O envelhecimento é um processo involuntário e inevitável que provoca perda estrutural e funcional progressiva no organismo, como deteriorações da capacidade funcional, perda da massa e força muscular decorrente principalmente da sarcopenia, perda da massa óssea e da produção hormonal, lentidão no tempo de reação, os quais são fatores de risco que levam a perda de autonomia e aumento nos riscos de queda. Dentre as diversas possibilidades da atividade física, o método Pilates se tornou uma modalidade popular nos últimos anos.

Tal método surgiu como uma forma popular de melhoria da força e do condicionamento geral para pessoas de todas as idades e, atualmente, tem sido usado como auxiliar na reabilitação de lesões.  Segundo diversos estudos, tal método acarreta benefícios como o aumento da densidade mineral óssea, mudanças positivas na composição corporal, melhoria da força e resistência muscular, coordenação, equilíbrio e flexibilidade.

A prática de atividade física parece ser uma estratégia para manutenção da autonomia, melhoria da capacidade funcional, diminuição dos riscos de queda e, conseqüentemente, melhoria da qualidade de vida.

RECOMENDAÇÕES PARA A PRÁTICA DE PILATES NA GRAVIDEZ

A gravidez produz inúmeras modificações no organismo da mulher, fazendo com que se sintam pouco atraentes, pesadas e com movimentos descoordenados. Geralmente os médicos recomendam exercícios na água para diminuir a retenção de líquidos e por ter pouco impacto. Porém, atualmente, alguns sugerem também o método Pilates devido a seus grandes benefícios.

Embora as gestantes sejam orientadas a adotarem atividades físicas diárias, não existe nenhuma atividade ou padrão de exercícios propriamente desenvolvidos para gestantes.  A única certeza que se tem é a de que os profissionais de saúde que  trabalham com gestantes, devemos proporcionar a elas uma atividade física agradável e segura, respeitando a individualidade e, principalmente, obedecendo regras básicas de bom senso. Precisa-se ter em mente o processo que acontece durante a gestação e suas profundas alterações metabólicas e hormonais, modificando respostas às atividades físicas.

Benefícios do pilates para as gestantes:

  • Menor ganho de peso e adiposidade materna;

  • Diminui o risco de diabetes;

  • Menor risco de parto prematuro;

  • Menor duração da fase ativa do parto;

  • Diminuição da incidência de cesárea;

  • Melhora a capacidade física;

  • Melhora autoestima e bem-estar;

  • Melhora a resistência muscular e cardiorrespiratória;

  • Diminui o risco de inchaço nas pernas;

  • Diminui o risco de depressão;

  • Melhora a circulação sanguínea;

  • Ampliação do equilíbrio muscular;

  • Alívio nos desconfortos intestinais;

  • Fortalecimento da musculatura abdominal;

  • Facilidade na recuperação pós-parto.

Alguns estudiosos do método defendem que o Pilates pode trazer grandes benefícios durante a gestação, principalmente relacionados as mudanças posturais, fortalecimento muscular geral e melhora do sistema circulatório.

Respeitar as mudanças citadas acima e fazer modificações de acordo com as necessidades dela. O cuidado deve ser em dobro com mamães sedentárias.