Pela segunda vez em sua carreira, Rubens Barrichello venceu a Corrida do Milhão. Largando da segunda posição neste domingo, o ex-piloto de Fórmula 1 ultrapassou o então líder Max Wilson nas últimas voltas e cruzou a linha de chegada na primeira colocação, no Autódromo Internacional de Goiânia.

Rubinho vence a Corrida do Milhão pela segunda vez na carreira (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O português Max Wilson terminou na segunda colocação e Antônio Félix da Costa fecha o top-3. Felipe Massa, uma das atrações da prova, voltou a ter problemas, e teve um pneu furado ao escapar da pista, quando ocupava a 13ª colocação já na reta final da prova, a qual não concluiu.

A prova começou conturbada, com duas entradas do Safety Car nas primeiras seis voltas. Pole position, Daniel Serra largou bem e se manteve na liderança. Felipe Massa, que saiu na 28ª posição, ganhou seis nas primeiras voltas, tendo iniciar a corrida de recuperação.

A corrida era equilibrada e Serra seguia na ponta até a primeira parada, quando seu carro morreu na saída dos boxes e ele perdeu várias posições.

Na volta 23, Thiago Camilo rodou e Cacá Bueno não conseguiu evitar o choque. A batida foi forte e o piloto acabou saindo da pista e colidindo com o muro. Num primeiro momento, o ocorrido gerou preocupação nos boxes, mas Bueno, após algum tempo, saiu do carro sem nenhum problema.

Em outro incidente, César Ramos foi punido e acabou excluído da prova após toque em Júlio Campos, que tirou o piloto da pista e o fez colidir com o muro de proteção.

Na volta 28, dos 33 pilotos que começaram, apenas 24 ainda estavam na prova. Na relargada após a saída do Safety Car, Felix da Costa pressionou e conseguiu a ultrapassagem sobre o então líder, Lucas Foresti. Na sequência, Max Wilson aproveitou e também ultrapassou Foresti, assumindo a segunda posição.

Faltando menos de cinco minutos para o fim da prova, Felipe Massa passou direto na curva e saiu da pista. Ele conseguiu voltar, mas com o pneu furado. Ao mesmo tempo, o ex-líder, Lucas Foresti, caiu muito e estava na 18ª posição.

Nos minutos finais, Felix da Costa entrou nos boxes e na saída, Max Wilson conseguiu a ultrapassagem, assumindo a ponta da prova. Na sequência, a uma volta e meia do fim, Rubinho Barrichello adotou uma estratégia decisiva, parou para o segundo pit stop obrigatório da hora certa e saiu do box na frente de Max Wilson.

O português bem  que tentou ultrapassar de volta, mas o brasileiro se defendeu muito bem e cruzou a linha de chegada na liderança.

Fonte: Cidadeverde.com por Gazeta Press

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here