Simone Batista Rodrigues, de 31 anos, foi morta pelo ex-marido ao receber 36 facadas na

A operadora de telemarketing Simone Batista Rodrigues, de 31 anos, ‘implorou’ repetidas vezes para que o ex-marido, Ivan Rodrigues, de 42 anos, se acalmasse e parasse de agredi-la. Ela foi morta após receber 36 facadas dentro da própria casa, em Osasco (SP), e o suspeito foi preso poucas horas depois após fugir para o litoral de São Paulo.

Segundo informações obtidas pelo G1, o suspeito não ofereceu resistência e confessou o crime assim que foi preso. Ele também contou aos policiais, em Mongaguá, que as filhas do casal, de 6 e 12 anos, estavam em casa no momento do crime. A agressão, de acordo com ele, ocorreu após um ataque de ciúmes, já que ele teria descoberto um novo relacionamento da ex-mulher.

Os exames feito pelo Instituto Médico Legal (IML) apontaram a quantidade de facadas que atingiram a vítima. Os golpes acertaram as mãos, enquanto Simone tentava se proteger, o ombro, o toráx, o rosto e uma das orelhas. O corpo dela foi encontrado dentro do banheiro de casa com a arma do crime, uma espécie de peixeira, cravada no pescoço.

Simone foi morta a facadas pelo ex-marido em Osasco (SP). (Foto: Arquivo Pessoal)

Simone foi morta a facadas pelo ex-marido em Osasco (SP). (Foto: Arquivo Pessoal)

De acordo com o depoimento do suspeito, após os primeiros golpes e o fato de ele não ter escutado os apelos da ex para parar, a vítima correu para um dos banheiros e se trancou no local. Neste momento, Ivan resolveu forçar a porta e conseguiu arrombar a estrutura, entrando no cômodo e atacando a vítima novamente.

Homem é preso após matar a mulher com 36 facadas em Osasco (Foto: Divulgação / Polícia Militar)

Homem é preso após matar a mulher com 36 facadas em Osasco (Foto: Divulgação / Polícia Militar)

Ainda segundo a polícia, enquanto a mãe era agredida, a filha mais velha do casal saiu do imóvel para pedir ajuda. Uma testemunha, vizinha da casa, chegou chegou a ver o suspeito saindo do local com marcas de sangue e entrando em um carro. Logo após o crime, ele deixou a cidade e fugiu para o litoral de São Paulo.

Segundo relatado para a polícia, Ivan não aceitava o fim do relacionamento, que teria acontecido há cerca de um ano. Ao ser localizado, dentro da casa de veraneio, ele estava com ambas as mãos enfaixadas por conta dos diversos ferimentos causados pela faca utilizada durante o crime e também por conta da luta corporal com a vítima.

“Ele disse que não aceitava a separação e descobriu um suposto novo relacionamento da ex-mulher. Acabou ficando com ciúmes e resolveu atacar. Assim que nossa equipe chegou ao local onde ele se escondia, o suspeito não ofereceu resistência e acabou sendo preso. Logo em seguida ele confessou o crime”, explicou ao G1 o delegado Ruy de Matos.

Ivan deverá ser transferido nas próximas horas para Osasco. O caso foi registrado no 10º DP da cidade e, como foi autuado em flagrante, o suspeito deverá ser encaminhado para uma penitenciária. Ele foi autuado por homicídio qualificado e poderá pegar até 30 anos de reclusão. o G1 tentou entrar em contato com a defesa do suspeito mas, até a publicação desta reportagem, não houve retorno.

Fonte: G1 
COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here