O Historiador e Professor Antônio José, faz grande referência no acervo dos vultos característicos da cidade de Valença do Piauí, nasceu em 1922 no Limoeiro, zona rural do município, aos 11 anos teve um acidente vascular cerebral (AVC), perdendo o comando de um braço. O outro para se defender através de um mangual. Teve uma filha por nome Rosangela, que faleceu aos 06 meses.

Gostava dos parques de diversão, principalmente da roda gigante. Era católica e devota de São Francisco do Canindé e da Divina Santa Cruz e de todos os santos da circunvizinhança valenciana. Colecionava carvão vegetal, tomava banho com dois sabão, uma base de soda caustica e um sabonete Gessy cada um com destinos localizados.

Faleceu no dia 08 de março de 1998, num domingo. Pelo o que foi, recebeu o nome no Ponto de Cultura de Valença, o que levou um desgaste em determinados segmentos da sociedade detentora do poder pela quebra de paradigma nas homenagens, ter saído dos remanescentes da elite local, mais como diz Eclesiastes: “para tudo tem um tempo…” Lucien Febrve, também aponta, que a história é a filha do seu tempo. Carlinho Tenório, fez uma música em homenagem. No momento me recordo que ele diz: Preta, que tu não seja mais uma Gení, ai daquele que te apedrejar…

Wilton Cezar, também fez uma música em sua homenagem. Já foi tema de dois artigos científicos, um no curso de história do Pafor e outro de uma pós graduação em história social da cultura, pela Universidade federal do Piauí (UFPI).

Segundo o professor Luiz Romero, quando fez a leitura da biografia da Preta, fez um comparativo com as personagens de Guimarães Rosa. Foi este o legado deixado pela valenciana Eva Maria da Conceição, a conhecida Preta Mão de Onde, come carne de criança.

Escrito pelo Historiador:

Professor Antônio José Mambenga

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

1 COMENTÁRIO

  1. Há um documentário realizado pelo Ponto de Cultura, inclusive dirigi o mesmo.
    Seria interessante mostrar no evento literário desta cidade, o SALIVAPI. Seria bem mais interessante do que mostrar palestras que a sociedade valenciana fica “boiando”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here