O deputado estadual e secretário de Turismo confirmou que o PDT apresentará candidato ao senado em 2018 com dois objetivos: concorrer com chances de vitória a uma das vagas do Piauí e  dar suposte à candidatura de Ciro Gomes à presidência da República. O PDT, segundo Flávio Nogueira Júnior, também lançará candidatos à Câmara Federal e à Assembleia Legislativa. O partido apoiará a reeleição do governador Wellington Dias. Na foto, Flávio Júnior ao lado da esposa, Olívia Nogueira, e do sogro, empresário José Joaquim, durante reabertura da cerâmica Telhamar, no município de Nazária, considerada a mais moderna do país.

PSDC promete coligação com pequenos partidos

Plenária com representantes do PSDC da capital e interior decidiu lançar, nesta sexta-feira, 22, a pré-candidatura do advogado  Romualdo Sena, presidente da sigla no Estado, a governador. O partido está organizado em 150 municípios e promete reunir de 12 a 18 legendas emergentes numa coligação para as eleições majoritária e proporcional do próximo ano. “Precisamos renovar a política e esta será  importante mensagem em defesa de nossa candidatura ao governo”, avisa Romualdo durante a plenária do PSDC. Na plenária de Teresina vários partidos emergentes mandaram representantes, abrindo a temporada de entendimentos pré-eleitorais. Na foto, Romualdo entre o vereador Neto do Angelim (direita) e o presidente da sigla na capital, Luis Gonzaga (esquerda).

Norberto Campelo inicia conversas com líderes da oposição

Já fora do mandato de conselheiro do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), o advogado Norberto Campelo inicia trajetória na política. Conversou demoradamente com o presidente estadual do PSB, ex-governador Wilson Martins, com presenças do deputado Wilson Brandão e Pompílio Evaristo, ex-prefeito de São Miguel do Tapuio e ex-parlamentar. Norberto, que  também já conversou com o deputado estadual Robert Rios (PDT), revelou sua disposição para disputar o governo do Estado no próximo ano e  trabalha possíveis alianças no campo oposicionista. O jurista deve se filiar ao Podemos no inicio de outubro.

João Mádison:”PMDB defende todos os governistas numa única coligação”

Com a tendência de confirmação na reforma política das alianças partidárias e do sistema de voto proporcional, o PMDB do Piauí já tem proposta para o para o estilo de aliança da base aliada governista. Segundo o líder do PMDB na Assembleia Legislativa, João Mádison Nogueira, todo o bloco de partidos governistas deve compor uma única coligação proporcional, com candidatos ao parlamento estadual e à Câmara Federal. “Seremos um único grupo, uma só coligação, com pequenos, médios e os grandes partidos”, defende Mádison.  A proposta enfrentará resistências, principalmente entre as pequenas siglas governistas. Resta também saber como reagirá o PT, a principal legenda da base aliada ao governo.

Freitas Neto não descarta candidatura ao governo

Diretor de Assuntos Econômicos da FIEPI (Federação das Indústrias do Piauí), o ex-governador é nome lembrado como opção de candidatura oposicionista ao governo em 2018. Freitas Neto (PSDB) informou à coluna que não disputa condição de candidato a governador e entende que candidatura majoritária não depende de vontade pessoal. “É resultado do apoio de grupo político, de partidos que planejam aliança e estratégia majoritária”, explica. Mas Freitas Neto afirma que seu nome está à disposição para uma possível candidatura de governador e não se esquivará ao eventual desafio.

Fonte: Cidadeverde.com

Tempo Real por Elivaldo Barbosa

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here