A cratera que se abriu em um trecho urbano da BR-343 durante a Semana Santa aumentou cerca de dois metros de diâmetro com o temporal que caiu nesta quarta (04). A chuva demorou mais de cinco horas e foi suficiente para invadir instituições de ensino, deixar ruas intrafegáveis, carros submersos, entre outros prejuízos. 

O superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes do Piauí (Dnit), José Ribamar Bastos, explica que o aumento da cratera já era esperado, mas não vai atrapalhar o andamento das de reparo que começaram no início da semana. O prazo de conclusão era de 15 dias.

“O aumento já era esperado porque nós desviamos a água para o canal lateral para que a gente pudesse trabalhar na parte seca. Com a chuva houve uma erosão no aterro o que é completamente normal o que não muda nada o andamento da obra. Não estamos preocupados com o aumento do corte do aterro. Os 15 dias estão mantidos”, explica o superintendente do Dnit.

A cratera complicou ainda a situação das 36 famílias que residem no bairro Recanto das Palmeiras. 

Cratera aumentou mais 2 metros após chuva desta quarta. Foto: Wilson Filho/Cidadeverde.com 

Fonte: Cidadeverde.com / Graciane Sousa

cratera6.jpg

cratera17.jpg

cratera16.jpg

cratera15.jpg

cratera14.jpg

cratera13.jpg

cratera11.jpg

cratera10.jpg

cratera9.jpg

cratera8.jpg

cratera7.jpg

cratera6.jpg

cratera17.jpg

 

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here