O vereador Deolindo Moura (PT) usou a tribuna da Câmara Municipal de Teresina (CMT) para criticar o Judiciário brasileiro, após a prisão do ex-presidente Lula (PT). Nas palavras do parlamentar, ditas na manhã desta terça-feira (10/04), o judiciário tem se tornado um partido político e a população não vai aceitar tal acontecimento.

Durante a sessão, o vereador destacou que quer dizer para os filhos que, além de estar nas ruas fazendo as lutas, esteve na CMT para dizer que defendeu ex-presidente Lula. “Que fique nos anais dessa Casa que existiu uma resistência e que a última foto postada do presidente Lula foi o abraço do povo brasileiro”, ressaltou Deolindo.

“Cada vez mais o judiciária é um poder político. Ele se torna um partido político e a sociedade não pode aceitar essa situação. Como diria Ruy Barbosa: ‘a pior ditadura é a ditadura do judiciário. Contra ela ninguém pode recorrer’”, concluiu o vereador ao questionar: “Até quando o presidente Lula será o perseguido dessa história?”, questionou.

Deolindo também destacou que, até o momento, não se encontrou qualquer prova material contra o ex-presidente Lula. “Mas ele está lá. Respeitando a Justiça desse país. Será que os outros que tem provas, malas e tudo que foi visto pela população desse país não serão?”, confrontou.

O vereador afirmou que o ex-presidente Lula é perseguido desde 1988, por aqueles que buscam por Justiça. “O presidente Lula certamente sairá mais forte com o apoio do povo. Essa é a única verdade que existe nesse momento histórico do país”, ponderou o parlamentar.

Fonte:Oito Meia

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here