Uma das suspeitas  de assesinar a pai e  filho nesta  sexta-feira (11) em Floriano, no Sul do Piauí teria feito uma postagem no facebook dizendo não se arrepender do crime cometido e explicando os seus motivos para fazê-lo.

A mulher, que foi identificada pela polícia como Francinéia Guedes Rodrigues, de 25 anos, teria feito o post para homenagear a sua mãe. Nas redes sociais ela se identificou como “Mell Conha”.

No post, a jovem diz que o seu parceiro identificado pela polícia como Denys não tem nada a ver com o crime, que ele é inocente e ela seria a culpada. “O Denis não matou e nem atirou em nem um não fui eu”, escreve a jovem.

Francinéia confessa que matou por vingança devido uma das vítimas ter assassinado o seu pai e acrescente que só matou o filho do assassino de seu pai porque ele teria se metido na hora do crime

.”O filho dele só morreu porque queria mim matar lá na hora se meteu onde não cobi ele estava armado também só qu eu fui mais rápida”, disse a jovem.

A polícia ainda não localizou Francinéia e o post foi feito no facebook no domingo, Dia das Mães.

ENTENDA O CASO

Pai e filho, identificados respectivamente como Fabrício da Costa Reis, 37 anos e Douglas Ribeiro da Silva, 18 anos foram assassinados nesta sexta-feira (11) no bairro Santa Rita, em frente ao Teatro Cidade Cenográfica, em Floriano, localizado a 256 Km de Teresina.

A polícia identificou os dois suspeitos de cometer o crime como sendo Denys que foi alvejado e estava internado no hospital em Floriano e Francinéia Guedes Rodrigues, 25 anos, que está foragida.Guedes Rodrigues, 25 anos, que está foragida.

Segundo o Delegado Bruno Oliveira, da Delegacia da Polícia Civil de Floriano, a causa da execução seria vingança, pois Francineia teve o pai assassinado por Fabrício, um dos que foram executados. Ele chegou a ser condenado ficando cerca de 12 anos presos pelo crime.

Fonte: meionorte.com

 

 

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here